Inconformismo

O tema de hoje diz respeito ao comportamento de um atleta diante do seu resultado e do seu potencial. Nós humanos temos a tendência de criar zonas de conforto que, como o próprio nome diz, nos dão tranquilidade de estar neste local, pois lá dominamos a situação. Incorformar-se diante dos erros é o primeiro passo para melhorar seus resultados. Isso não significa ficar remoendo o erro, não deixá-lo influenciar a próxima flecha, mas também não precisa aceitá-lo passivamente, senão seus resultados continuarão proporcionais ao nível de sua aceitação de erros.

Um atleta de composto que faz 350 pontos há 30 metros, errou 10 de suas 36 flechas. Ele fez vinte e seis tiros no “10” e dez no “9”. Não pode esse arqueiro aceitar tiros no “9”. Estatisticamente ele acertou 72% dos tiros no “10” e apenas 28% no “9”, logo fazer “10” é mais fácil do que “9”. Então não resta outra alternativa a não ser buscar somente o “10”.

Erros acontecem, nos primeiros tiros geralmente o nível de adrenalina está mais alto e a chance de erro aumenta, o nível de concentração varia com o passar da prova, logo, pensar em cada tiro e buscar ser perfeito a todo momento é o primeiro passo para elevar seu nível médio e aumentar sempre suas pontuações.

E isso deve ser transferido para os treinos. Quantas vezes vi arqueiros literalmente jogando flechas no alvo, sem concentração nenhuma. Se treinar for passa-tempo ou algo sem compromisso, não reclame de seus resultados na prova. Faça do treino sua batalha contra seus limites. Simule competições, crie desafios ao seu treino, marque as pontuações, aumente sempre seu nível, treine para fazer “X”. Quanto maior for seu grau de exigência para com você mesmo isso será transferido em resultados nas provas.

Um outro ponto interessante é o acostumar-se com os bons resultados. Em várias conversas com Roberval dos Santos (meu ídolo Tico) ele falava do acostumar com o alvo cheios de 10. Ser feliz com aquilo, não acovardar-se diante do bom resultado, sentir prazer de mirar no centro do alvo, não precipitar-se no disparo.

Cada tiro é único e não se pode aceitar errar. Arqueiros às vezes fazem 59 – 60 numa série e na próxima 52 – 53. Algo está errado. Constância e equilíbrio é o que leva a grandes resultados e isso só se atinge em cada flecha, em cada disparo. Reo Wilde, melhor arqueiro de composto da atualidade, tem uma frase genial na página de abertura de seu site: “Um arqueiro é tão bom quanto seu pior tiro”. Reflita...

Parar para pensar e refletir sobre o seu comportamento e seus resultados é o primeiro passo para melhorá-los. Criar métricas e estatísticas te mostram a evolução de resultados. Não conformar-se com o erro é fundamental para querer treinar mais e aperfeiçoar-se. A luta é árdua e diária. Grandes campeões são geralmente os que mais se esforçam e acreditam no seu potencial. Tire a variável sorte do seu vocabulário, pois ela não existe em uma conquista de um campeão.

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
No tags yet.
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square